Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

terça-feira, 8 de janeiro de 2013

BUCK, O BOM COMPANHEIRO COMEÇA A COLHER O QUE PLANTOU!

...as "formas" carregaram Amaro, escadaria acima, até aos pés de Groncho, como era respeitosamente chamado o que exercia o comando daquele antro. "O que tem a dizer em sua defesa?! Rosnou." E o que Amaro viu, para aumento de seu pavor era indescritivel: o que poderia, ainda que vagamente, lembrar um ser humano, além de não ter feições, seu, digamos, corpo, apresentava-se, por inteiro, em proporções ovóides! " Fale!!!" outra vez o ribombar! Amaro, ainda gaguejante balbuciou:- "Sou inocente..." Groncho, inopinadamente, empurrou Amaro com os membros inferiores, com o que outrora deveriam ser seus pés, e Buck, rolou com violência, escadaria abaixo enquanto o grunido bravejava: - " Ladrão! Corrupto! Assassino!" Amaro num assomo de protesto conseguiu fazer-se ouvir: -" Assassino não!" As gargalhadas em decibéis insuportáveis ricochetearam em eco pelas paredes da caverna. "Assassino sim!" gruniu Groncho superando as gargalhadas e impondo silêncio. " Assassino!!!" fez pequena pausa e retomou a acusação: -" Com o que você roubou, surrupiou, desviou durante muitos anos, você tem idéia, pústula, de quantas crianças ficaram sem alimento, sem hospitais, creches...Quantas morreram de fome, sem atendimento médico...sem um lar decente para morar?" Groncho emitindo um grito que poderíamos chamar de ensurdecedor, pairou ameaçador sobre o ambiente: -" CRIMINOSO VIL!!!" As " formas" como um coral dissonante repetiam: -" Assassino! Assassino! Assassino!" enquanto espancavam brutalmente Amaro, ou melhor: Buck Jones, o ex- herói de estórias em quadrinhos...

Nenhum comentário: