Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

domingo, 18 de outubro de 2009

Lula: "Nobel da paz"

Há poucos meses, Lula foi agraciado com um prêmio, por seus esforços a favor da paz (risos). Vejamos uma sucinta biografia deste bravo "pacifista". Na campanha presidencial de 2002, Luiz Inácio, em encontro com militares, declarou ser contra o Tratado de Não Proliferação de Armas Nucleares. Imediatamente após sua eleição, o então ministro de Ciência e Tecnologia, Roberto Amaral, obviamente avalizado pelo presidente da república, declarou ser urgente a fabricação de uma bomba atômica. José Diceu, à época, Chefe da Casa Civil, propôs a criação de uma força armada, Latino Americana. Evidente, que não falou sem uma superior autorização. Lula, muito antes do ditador Hugo Chaves, organizou com outros objetivos, sua tropa de choque, o MST; os S.A.s dos trópicos, financiados pelo governo federal. Esses fascínoras, depredaram o Congresso Nacional, invadem propriedades privadas, cometem assassinatos, sempre sob a leniência do Grande Timoneiro... Quando, da campanha pela reeleição, o PCC, "coincidentemente" promoveu verdadeiros atos de terrorismo em São Paulo, com a finalidade de desmoralizar Geraldo Alkmim, que disputava com Lula a presidência da república. Dossiês apócrifos, foram fartamente distribuídos, afirmando, que, no caso de uma vitória de Alkmim, seria dissolvido o Bolsa Família. Ainda sobre o PCC: Seus membros, anteriormente, ordenaram a seus familiares que votassem em José Genuíno para deputado... Esclarecedor, não? Agora, recentemente, o Vice, José Alencar, retomou o "tema" de fabricação da bomba atômica, sob o pretexto de defender o pré-sal, que começará, ou não, a produzir resultados daqui a quinze ou vinte anos, quando, com certeza, combustíveis alternativos substituírão, em grande escala, o petróleo. Desnecessário frisar, que José Alencar, não se pronunciou de moto-próprio. Lula, não consegue disfarçar sua simpatia por esbirros autoritários, como o já citado Chaves, Morales, Lugo, Zelaya, Ahmadinejad, Kadafi, Ortega e outros menos votados. Eis aí, a grotesca geopolítica Bolivariana, que mal consegue disfarçar o ressentimento antiamericano. E pensar, que existe um lobby, para que este "pacifista", receba o prêmio Nobel da Paz! ...SOCORRO!!! Carlos Vereza

2 comentários:

Luíza disse...

Olha só quem eu achei por aqui! Será que ainda lembra de mim?

Beijos!

Nas veredas do Vereza disse...

Claro. Um beijo.
Carlos