Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

sexta-feira, 31 de julho de 2009

Estelionato Religioso (resumo)

Até 325 D.C, o cristianismo primitivo, seguia fielmente as palavras de Jesus Cristo. Jesus, jamais ordenou que se edificasse qualquer igreja; segundo a maioria dos Evangelhos Apócrifos, o Mestre, pediu a seus seguidores, que constituíssem uma Ekklêsia, que em grego - um dos idiomas falados à época -, significa, Assembléia de Convocados. Seus discípulos, deveriam, a exemplo de Jesus, pregar a Boa Nova à todos sem distinção, utilizando como referência para as reuniões as residências dos mais alfabetizados, posteriormente denominadas, Casas do Caminho. O imperador romano Constantino, observando o crescimento do cristianismo a despeito das perseguições, num inegável golpe político ordenou que cessasse toda e qualquer repressão, percebendo que seria importante para a sustentação de seu império, uma religião que proporcionasse unidade à sua vasta dominação mas eivada de uma perigosa pluralidade religiosa. Convocou então o chamado Concílio de Nicéia, cooptando os cristãos, e, ele próprio Constantino, determinando as decisões que iriam servir de alicerce para a criação da Igreja Católica Apóstolica e... Romana... Neste Concílio, em disputa com os arianos, que entre outras questões afirmavam que Jesus era filho de Deus, mas não igual ao Criador, porque fora gerado e não incriado como seu Pai, Constantino, com a cumplicidade e o terror da maioria dos participantes do Concílio, sufragou a tese, herética, que Jesus, era igualmente Deus. Os bispos que ousaram discordar do imperador foram simplesmente banidos do Concílio e exilados! Algumas resoluções surgiram desta, digamos, reunião: A Santíssima Trindade; a Confirmação dos 4 Evangelhos - escolhidos de forma aleatória, anteriormente pelo bispo Irineu entre mais de 315 textos... -; o Credo e outras arbitrariedades... E assim, numa jogada de "mestre", surge, o que hoje é conhecida, como, Igreja Católica Apostólica e... Romana, que, em verdade, não existe há 2000 anos, e sim, a menos de 18 séculos. E ainda há quem acredite nela.

8 comentários:

Liz disse...

Acreditando ou não na Igreja,sua existência está sob a vontade divina, já que nada pode fugir dos desígnios de Deus.

Gustavo disse...

Vc é protestante? A sua tese pelo menos é igualzinha a deles.

O engraçado é que vc faz bem o papel de padre na novela. A minha avó, v.g., costuma assistir sempre aquela novela e a Canção Nova depois. E, acredite, vc consegue convence-la de que é um bom padre, daqueles que, segundo a ordem de Melquisedec, seguem fielmente a São Pedro.

Alias, aquele São Pedro - personagem "esquecido" por vc no texto - que segundo o próprio Cristo, recebeu as "chaves do Céu e da Terra" há dois mil anos...

A bem da verdade, dois mil anos é tempo suficiente para que pessoas cometam muitas besteiras. E também é fato que países e Impérios foram extintos nesse período por erros cometidos por seus governantes.

Mas, a "Igreja de Constantino" continua em pé e com seguidores até nesse fim de mundo que eu moro. :)

Talvez porque, segundo o próprio Cristo, "as portas do Inferno não prevalecerão".

Bom, eu sei que esse argumento é simples, mas, talvez pq eu o tenha lido em um livro escrito em 1348 ( Decamerão - 2ª novela da primeira Jornada ) é que eu acredito que ele é simplesmente fantástico!

De qualquer maneira, parabéns pelo blog!

É sempre bom ver pessoas pensando "contra a corrente" do politicamente correto estúpido e de algumas excrecências pre-históricas da esquerda que andam tão em voga nesse país!!!

Wally Jail disse...

Deveríamos ser mais econômicos com nossas opiniões, principalmente partindo de figuras "importantes" do show business. Certas pessoas lêem alguma coisa e se enchem de petulância e achismos, esquecendo a influência que suas imagens causam naqueles que leram um pouquinho menos que elas. Parece que sentem necessidade (ou carência) em impressionar aparentando erudição. Deveriam se recolher ao seu ofício.

SARASWATTI disse...

Concordo com tudo o que está no seu texto, mesmo sabendo que vou ser retaliada, crucificada, linchada e queimada viva por muitas pessoas!
Rs rs rs...
BEN.

Carlos Eduardo disse...

Querido Vereza, sábias palavras.
Pena que este estelionato ainda carrega milhões de seguidores em todo o mundo. E sabemos que o concilio de Nicéia foi o primeiro de muitos Concilios que atraiçoaram a Doutrina do Pai ou Vinha do Senhor. Lembremo-nos todos dos terrores praticados pela "Santa Inquisição" ou as "Cruzadas", sempre visando interesses de bolso , estomago , sexo e vaidade.Ai esta a Besta assentada sobre a cidade dos Sete Montes (Roma) , a Grande Prostituta que sempre teve interesses financeiros. Peço a aqueles que lerem este comentário que vão buscar na História as verdades, acima de religiosismos quaisquer. Parabéns Vereza pelo fantastico trabalho em Bezerra de Menezes "Diario de um espirito". Abraço

Nas veredas do Vereza disse...

Wally,
Por razões profissionais,demorei um pouco para respondê-lo.Realmente,eu leio muito,e escrevo,por "carência",como você afirmou.
Carência de pessoas corajosas que não tenham medo de denunciar que "O rei está nú!"E não apenas no que se refere à Igreja Católica,mas sobretudo,à quadrilha petista atualmente no poder.Quanto aos que leem menos,talvez fosse interessante,cobrar do apedeuta que (des)governa este país e declara constantemente,que ler dá sono...Quanto à você,que tal começar pelas histórias do Sítio do Picapau Amarelo,do nosso querido Monteiro Lobato.Não coloquei o ponto de interrogação,porque tenho certeza que você não o conhece.
Abraços culturais do Carlos Vereza

Nas veredas do Vereza disse...

Estimada Lui,
Eu realmente,não entendo nada da história da Igreja.Apenas entendo de estelionato religioso.
Quanto à Teologia,que significa,mais ou menos o estudo e o conhecimento de Deus,esbarramos em um axioma:Deus,não se conhece.Sente-se...Ou não.Além disso,não devemos esquecer Moisés,que afirmou ser impossivel ver a face de Deus e continuar vivo! A teologia,como você deve saber,não se restringe à Igreja Católica.Deus,não é monopólio de uma especifica religião.Você já ouviu,por exemplo,falar do Mestre da Retidão,que teria antecedido Jesus Cristo?Você já leu por acaso,os mais de 315 manuscritos do Mar Morto? Para concluir:você sabia que descobriram a existência de dois Elias?
Abraços fraternos,Carlos Vereza

Anônimo disse...

" religião, na minha opinião, é uma compensação para consolar o ser humano de que ele não é nada, pois a morte é inexoravel. Os antigos Egipcios extirpavam o cérebro dos mortos como se na outra "vida" não precisassem pensar. Eu pretendia ser cremado,mas mudei de idéia. Quanto a "Quadrilha Petista",não esqueçam que Abrahão Lincoln cortava lenha no mato para poder se aquecer no inverno e no entando ajudou a moldar uma Nação.