Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

sábado, 25 de outubro de 2014

Estetica nazista.

A propaganda eleitoral da Dilma tem a chamada competência da banalidade do mal. As cores vermelha e preta alternando-se em fotogramas de não mais de três segundos, impedindo qualquer tipo de reflexão. Pura estética "inspirada" nas grandes paradas nazistas. A "mensagem" chega ao inconsciente antes que possa ser processada racionalmente. Decibéis cinco oitavas acima, em fusões com planos gerais, sempre rápidos -Funk e muitos, muitos planos de pés dançando. Closes em panorâmica, tudo muito difuso e estridente. As cores, ainda elas, remetem a clubes de enorme aceitação popular. Nunca o meio foi tão mensagem. Himler babaria de orgulho por ver seu talento tão bem aproveitado nos tristes trópicos. Em nenhum momento a câmera se permite uma tomada que permita uma respiração do enquadramento. Ao fundo, Lula ofendendo Aécio numa linguagem que é a própria extensão de sua, digamos, personalidade. Artistas compõem, com sorrisos já patrocinados, o que resta da grande mascarada.

Nenhum comentário: