Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

O FINAL DOS TEMPOS?

Tenho recebido alguns e-mails de amigos preocupados com as Profecias Maias para o ano de 2012. Penso o seguinte: catástrofes permeiam a história da humanidade desde os primórdios da existência humana.

Atlântida, Lemúria, e os próprios Maias, desapareceram em meio a hecatombes, anunciadas e confirmadas por profecias, sendo o Apocalipse de João, a mais assustadora e poética previsão de acontecimentos, que ao longo das eras, vem tendo uma margem de acertos de precisões matemáticas

Os Evangelhos considerados apócrifos, também nos advertem dos dias de "turbulência" que iríamos passar. Nostradamus, considerado a reencarnação do profeta João, com as Centúrias, retoma as visões escatológicas, ou seja, a visão "das últimas coisas!"

Mais próximo de nossos dias, o americano Edgar Cayce, falecido em 1945, considerado um dos maiores sensitivos de todos os tempos, através de transes mediúnicos, ou "leituras", anuncia-nos, com impressionantes detalhes, a fragmentação de continentes e uma mudança radical na atual constituição geográfica de nosso planeta!

Minha opinião é que não devemos vibrar no medo e criarmos uma egrégora de pavor, que, aí sim, poderá gerar formas-pensamento que propiciarão o que pode ser evitado com a nossa reforma íntima, desenvolvendo valores, tais como a solidariedade, o amor aos nossos semelhantes, a busca por caminhos espiritualizados e um distanciamento efetivo do massacrante materialismo que infelizmente predomina em nossas vidas!

Segundo a Biblia, Nínive, "a cidade do crime e da impiedade", destinada à destruição por determinação de Deus, teve seu destino modificado pelo arrependimento de seus habitantes, que ouviram, respeitaram e acreditaram nas admoestações do enviado do Senhor - o profeta Jonas!

Sem ter nenhuma pretensão moralista ou portador de virtudes inexistentes, esta é minha opinião sobre os anunciados "final dos tempos!"

Carlos Vereza.

Nenhum comentário: