Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

PEDOFILIA OFICIAL: CASAMENTO COLECTIVO DE 450 HOMENS COM MENININHAS COM MAIS DE 4 ANOS EM GAZA

A HISTÓRIA OCULTA DO MUNDO ISLÂMICO: A PEDOFILIA DO HAMAS

A História Oculta do Mundo: A Pedofilia do Hamas

Enquanto a imprensa exalta os "lutadores da liberdade do Hamas", os "rebeldes", o mundo desconhece uma das histórias mais SÓRDIDAS de abuso infantil, torturas e sodomização do planeta, vinda do fundo dos esgotos de Gaza: os casamentos pedófilos do Hamas, que envolvem até crianças de 4 anos. Tudo com a devida autorização da lei do islamismo radical.






Infância perdida, abuso certo: ficaremos calados?

A denúncia é do Phd Paul L. Williams e está publicada no blog thelastcrusade.org e é traduzida com exclusividade no Brasil pelo De Olho Na Mídia (ninguém mais na imprensa nacional pareceu se interessar pelo assunto).

Um evento de gala ocorreu em Gaza. O Hamas foi o patrocinador de um casamento em massa para 450 casais. A maioria dos noivos estava na casa dos 25 aos 30 anos; a maioria das noivas tinham menos de dez anos.

Grandes dignatários muçulmanos, incluindo Mahmud Zahar, um líder do Hamas foram pessoalmente cumprimentar os casais que fizeram parte desta cerimônia tão cuidadosamente planejada.

"Nós estamos felizes em dizer à América que ela não pode nos negar alegria e felicidade", Zahar falou aos noivos, todos eles vestidos em ternos pretos idênticos e pertencentes ao vizinho campo de refugiados de Jabalia.

Cada noivo recebeu 500 dólares de presente do Hamas.

As garotas na pré-puberdade (pré-puberdade?????), que estavam vestidas de branco e adornadas com maquiagem excessiva, receberam bouquets de noiva.

"Nós estamos oferecendo este casamento como um presente para o nosso povo que segue firme diante do cerco e da guerra", discursou o homem forte do Hamas no local, Ibrahim Salaf.



As fotos do casamento relatam o resto desta história repugnante.



Noivas de 4 a 10 anos e presentes de $500

O Centro Internacional Para Pesquisas Sobre Mulheres estima agora que existam 51 milhões de noivas infantis vivendo no planeta e quase todas em países muçulmanos.

Quase 30% destas pequenas noivas apanham regularmente e são molestadas por seus maridos no Egito; mais de 26% sofrem abuso similar na Jordânia.

Todo ano, três milhões de garotas muçulmanas são submetidas a mutilações genitais, de acordo com a UNICEF. A prática ainda não foi proibida em muitos lugares da América.



Nesta hora até a miséria desaparece de Gaza: carros de luxo para meninas reduzidas a lixo.

A prática da pedofilia teria base e apoio do islã. O livro Sahih Bukhari em seu quinto capítulo traz que Aisha, uma das esposas de Maomé teria seis anos quando se casou com ele e as primeiras relações íntimas ocorreram aos nove. O período de espera não teria sido por conta da pouca idade da menina, mas de uma doença que ela tinha na época. Em compensação, Maomé teria sido generoso com a menina: permitiu que ela levasse todos os seus brinquedos e bonecas para sua tenda...



Mais ainda: talvez o mais conhecido de todos os clérigos muçulmanos deste século, o Aiatóla Komeini, defendeu em discursos horripilantes a prática da pedofilia:



Um homem pode obter prazer sexual de uma criança tão jovem quanto um bebê. Entretanto, ele não pode penetrar; sodomizar a criança não tem problema. Se um homem penetrar e machucar a criança, então ele será responsável pelo seu sustento o resto da vida. A garota entretanto, não fica sendo contada entre suas quatro esposas permanentes. O homem não poderá também se casar com a irmã da garota... É melhor para uma garota casar neste período, quando ela vai começar a menstruar, para que isso ocorra na casa do seu marido e não na casa do seu pai. Todo pai que casar sua filha tão jovem terá assegurado um lugar permanente no céu.

Esta é a história que os media não contam, que o mundo cala e não quer ver, ou que não querem que você saiba.

Mas agora você está ciente, não tem mais jeito! Vai ficar calado? Cobre os veículos dos media, aja! Se você não fizer nada, ninguém poderá salvar estas vítimas inocentes do inferno do Hamas e similares.

FAÇAM CIRCULAR É UMA VERGONHA!!!

PAZ E MUITA LUZ.....

33 comentários:

Tatiane Freire Jornalista disse...

Como isso pode ser chamado de cultura!! Uma coisa repulsiva, nojenta que se aproveitam da pobreza das famílias para continuarem com esse espetáculo para alimentar o lado mais sujo e obscuro do ser humano. Isso tem que acabar! Vamos fazer a nossa parte. Obrigado por ter começado. Tatiane Freire

Anônimo disse...

A Rede Globo, a "distribuidora" tanta alegria para o povão, não vai divulgar essa barbárie?

Record, a que vive "espantando" o Satanás, não vai divulgar esse lixo?

José disse...

Carlos,

Essa história é um boato. As meninas eram damas de honra de um casamento coletivo e aplaudiam e conduziam os noivos equanto as noivas de verdade estavam sentadas na platéia esperando pelos mesmos. Homens de um lado e mulheres de outro, conforme a tradição machista muçulmana.

Fontes:

http://news.globaltv.com/world/Hamas+sponsors+mass+wedding+Gaza/1846067/story.html

http://blogs.news.sky.com/foreignmatters/Post:dcc9d723-8046-4857-b618-5c1135ba6417

ccoppola disse...

Isto é um horror!!!!
Divulguei o quanto pude.

Anônimo disse...

Vereza, a sua matéria e consequentemente o seu blog, estão sendo divulgados através da minha página também. Portanto convidei a todos os que me leem com frequência a acessarem também o seu belissimo blog.

Atenciosamente,
Edmar Correa .'.

Majju disse...

Revoltante...sem palavras. Desculpa não escrever mais, simplesmente não consigo Carlos.

Anônimo disse...

Olá, Carlos.
Teu alerta não só expõe um crime, mas - e mais
grave - um crime de lesa humanidade. A nos depararmos com tamanha crueldade temos te ter medo de nós mesmos: por sermos, enquanto humanos, capazes de tal ato e, pior, nada fazermos para estancar tal horror.
Penso que esse alerta deveria, por todos, ser investigado com maior acuidade, pois a reportagem remonta mais de ano - o que não a torna menos infame. Como estarão as coisas hodiernamente?
Necessário, também, maiores informações para termos uma real avaliação do quadro. Muito se tem na Rede, inclusive veemente repúdio a essa reportagem, de parte do Hamas, onde esclarece que as crianças não eram as noivas - e sim damas de honra, conforme tradição local.
Com todo o respeito devido, me confortaria saber que tal denúncia é um tremendo equívoco...

Gustavo disse...

A Globo ou qualquer outro outro grande veículo de mídia não divulgam essas e outras coisas terríveis praticadas por muçulmanos. Cristãos são atacados e massacrados quase que diariamente no ocidente e muito raramente a nossa grande impresa divulga essas barbaridades. Sabem o motivo disso ? A razão, amigos,é que que na "agenda" da nossa mídia a prioridade é derrubar o cristianismo e todos os valores e tradições judaico-cristãos tradicionais. Os terrorista islamicos são mostrados quase que como coitadinhos na imprensa !! Passem a prestar atenção a esse fato . Faz muito tempo que deixei de comprar jornal em banca e assistir telejornal.

Ru disse...

Que horror! Vou passar adiante! Parabéns pelo seu blog e pela coragem das denúncias do horror que acontece no mundo e em nosso país.

Anônimo disse...

É mentira isso. As meninas estão apenas acompanhando os noivos. Eles se casam com moças maiores de idade.

Za

Luiz C Leal disse...

Querem saber?
O carnaval brasileiro também não é nada edificante.
Deixe-mos eles pra lá e olhemos pro nosso quintal.
Conheço essas fotos há mais de tres ou quatro anos.
Sempre tive muita pena dos Aztecas, mas eles sacrificavam seres humanos.
Não existem santos em lugar algum.

MacPoint disse...

Prezado amigo, a quem admiro e respeito, as fotoso em questão relatam uma noticia falsa. Embora lá se casem mesmo com meninas de 9, 10 11 14 anos, com criança de 4 ou 5 é mentira.

Trata-se de um casamento coletivo e as meninas que aparecem junto aos noivos são as madrinhas.

O que digo aqui já foi apurado e comprovado por noticiários de respeito e vem sendo distorcido de forma equivocada também.

Deixo um respeitoso abraço e informo que sou de irgem judaica cristã. Não tenho nada a ver com islamismo, aprecio apenas a verdade.

apometron disse...

Eh fake, elas sao daminhas de honra.

PoPa disse...

Muito provavelmente, se alguém instar o Itamaraty para tomar uma posição a respeito, eles dirão que é caso de soberania e que não devemos nos intrometer... Fiz um corta e cola para meus parcos leitores.

Gusthavo Corrêa disse...

Sr. Vereza, venho por esta salientar minha admiração por seu trabalho e preocupação pela batalha que vem travando neste blog. Espero que seja feliz sempre... Quanto à matéria veiculada, li diversos blogs e jornais. Alguns desmentem a versão, argumentando manipulção de informação e dados, dizendo que as crianças são damas de companhia e não as verdadeiras noivas, etc. Hoje em dia, não basta ler a notícia, mas saber questioná-la sempre com a sábia interrogação e a devida investigação, que hoje se torna cada vez mais obscurecida pela facilidade de se forjar mentiras e verdades. Em quê acreditar? No link abaixo, uma opinião contrária à sua. Eu, por minha vez, vi inclusive um vídeo da festa. Realmente não se vê noiva alguma, (dizem que elas não podem participar diretamente do evento). No vídeo, fica evidente no final, que a menina é sim, a noiva. Deve ter cerca de 9 anos... No jornal Palestine Telegraph, há uma citação sobre um casamento de 100 noivos, não sei se exatamente o mesmo, mas a foto de novo, apresenta uma criança maquiada ao lado do noivo. Curioso, não? Por quê as crianças estão maquiadas? Esse não é um costume mulçumano, onde as mulheres se cobrem totalmente. As crianças sim, estão sendo feitas mulheres antes da hora, maquiadas para isso, apenas para serem damas de honra? Finalizando, outros questionamentos surgem e para mostrar a verdade, temos que investigar imparcialmnete os dois lados. Estou quase convencido da veracidade de sua opinião, mas ainda deixarei em aberto para tentar ouvir a outra versão e finalizar meu pensamento. De qualquer forma, os poucos itens que listei já fazem ver que seguem a doutrina de Maomé sobre o casamento com meninas antes da primeira menstruação. Abraços, e felicidades!

http://www.quatrocantos.com/LENDAS/402_noivas_hamas_pedofilia.htm

Anônimo disse...

Olá, Carlos.
Teu alerta não só expõe um crime, mas - e mais
grave - um crime de lesa humanidade. A nos depararmos com tamanha crueldade temos te ter medo de nós mesmos: por sermos, enquanto humanos, capazes de tal ato e, pior, nada fazermos para estancar tal horror.
Penso que esse alerta deveria, por todos, ser investigado com maior acuidade, pois a reportagem remonta mais de ano - o que não a torna menos infame. Como estarão as coisas hodiernamente?
Necessário, também, maiores informações para termos uma real avaliação do quadro. Muito se tem na Rede, inclusive veemente repúdio a essa reportagem, de parte do Hamas, onde esclarece que as crianças não eram as noivas - e sim damas de honra, conforme tradição local.
Com todo o respeito devido, me confortaria saber que tal denúncia é um tremendo equívoco...

Tatiane Freire Jornalista disse...

Então que tal você mesmo "Anônimo" juntar-se a nós ajudando na divulgação desta cultura repulsiva, eu estou fazendo a minha parte, quando tomei ciência graças ao Carlos Vereza não fiquei parada. Obrigado

Marquer disse...

Do islamismo não se pode esperar coisa diferente. De um ser que mata inocentes pelas costas, da forma mais traiçoeira e covarde como fazem seus homens bombas e terroristas... indo até as FARCs, que sequestram meninas de 16 anos para que sirvam de "divertimento" as suas tropas... chegando até aos nossas escolas, onde hoje há a ameaça de "aula" com penis de borracha a meninas de 8 a 14 anos, até mesmo com DVD incentivando a promiscuidade entre meninas e meninos de 6 anos...

Na verdade, não estamnos "indo" ou "vindo" de lugar algum, estamos sim, constatando exemplos de um mesmo tipo de ser humano. Todos iguais, que promovem sempre coisas iguais, por serem todos do mesmo tipo.

Os petralhas são os nossos representantes mais fiéis deste tipo de ser humano que é covarde, desonesto, ignóbil, corruPTo...monstruoso.

Estamos no final, meu amigo Vereza, e VC SABE disso!! Não há mais espaço para convivio com este tipo de ser...so nos resta esperar a atitude de Deus, porque nós, na verdade, pouco podemos fazer.

Marquer disse...

...ahhhh, me esqueci: falta fazer uma última analogia que certifica o mesmo sentido de natureza estre esses grupos:

Se falar contra algum muçulmano, será marcado para perseguição e morte, Morte esta que certamente se dará pelas costas, da forma mais covarde possível, pois não são capazes ao confronto, de frente...tem que ser sempre pelas costas, na surdina, na sombra!

Com os petralhas acontece de forma diferente?

Eles tem a mesma natureza, meu amigo...e infelizmente é com este tipo de ser que temos de conviver nos dias atuais, até que aconteça uma separação natural.

Roberto Xavier disse...

Caro Vereza, este episodio já foi esclarecido por entidades tanto palestinas e ocidentais de que estas imagens foram editadas propositalmente de maneira a oferecer a impressão que as meninas são as noivas quando na verdade elas são apenas pequenas madrinhas ou uma espécie de mascotes dos casais. Você poderá conferir o desmentido num dos sites mais confiáveis que conheço neste link:
http://www.midiasemmascara.org/index.php?option=com_content&view=article&id=8197:a-pedofilia-do-hamas&catid=115:denuncias&Itemid=134

omapadobrasil.blogspot.com disse...

Carlos vereza é um Brasileiro.
Não é um inocente como tantos milhões de brasileiros e nem é um crápula como alguns brasileiros traidores que, junto com os inocentes, elegeram a búlgara Dilma Housseff para presidente do Brasil.

Carlos Vereza me parece ser algo a ser conservado e divulgado como que uma excepcionalidade em defesa da pessoa, em defesa do prazer vindo de Deus, é como um sentinela em defesa dos que passam fransinos e amedrontados.

DEVEMOS NOS UNIR A CARLOS VEREZA PARA VERMOS OS NOSSOS DESCENDENTES SORRIREM COM SINCERIDADE.

Neca disse...

Eu recebi um e-mail (e já faz tempo!) mostrando em detalhes esse absurdo, porém é cultural mesmo. Um atraso que grande parte da humanidade ainda guarda. Os que encarnam nessas regiões/países são espiritualmente embrutecidos. Quando crianças ou adolescentes são obrigados a sofrer todo tio de imposição, pq faz parte dos costumes e, se se rebelam, são torturados até a morte, seja criançã ou adulto.
Horrível, mas esse é o nosso Planeta de provas e expiações. Ajudar?? Só com orações! As intervenções dos chamados países do 1ºmundo não tem dado muito resultado, pelo que podemos constatar.
Triste!!
bjs

PoPa disse...

No Youtube, tem um vídeo deste casamento, feito e colocado no sistema pela Aljazeera. Logo, não é editado. Em nenhum momento aparecem outras mulheres que não as crianças. Mesmo em uma sociedade dita machista, as noivas (se não fossem as crianças) apareceriam. É muito fácil desbancar a história, se falsa for: mostrem os retratos dos noivos com as noivas...

PoPa disse...

desculpem: o link do YT http://www.youtube.com/watch?v=RYmtaXQHEtw&feature=player_embedded

Carlos disse...

Vereza e pessoal que comenta,

Essa história foi um boato criado por Paul L. Williams! O WorldNetDaily, publicou uma reportagem desmentindo, já faz um tempo (desde agosto de 2009). Segue abaixo trecho:

"Hamas indeed held a mass ceremony last Thursday in which nearly a thousand Palestinians celebrated marriage. Many of the families involved said they could not afford their own wedding party. Each groom received a present of about $500 from Hamas, which said its workers had also contributed 5 percent of their monthly salaries to add to the wedding gift.

Ahmed Jarbour, the Hamas official in Gaza responsible for social activity, told WND the youngest girl to marry at the ceremony was 16 years old. He said most brides were above the age of 18.

Jarbour, like two other top officials contacted by WND, was offended by the suggestion Hamas would marry off little girls.

He explained the minors seen in the video were family of the bride or groom. He said it was tradition for little girls to dress in gowns similar to the bride. He said the little girls walking down the aisle with the grooms are family members of either the bride or groom.

A WND review of the video found some of the little girls, speaking in Arabic, state they are at the wedding of a family member. The girls interviewed do not say anything about themselves getting married.

Multiple calls to Palestinians who participated in the wedding affirmed the little girls are not themselves the brides."

Fonte: www.wnd.com/index.php?pageId=106002

Anônimo disse...

com muito respeito,
esse negocio que o senhor ,carlos vereza, esta postando, nem chega perto da realidade.
essa menininhas, sao as madrinhas das noivas reais, que estao a espera dos noivos.
entao eles acompanham os noivos ate as noivas.

enquanto por dizer sobre o profeta mohammed(louvado seja ele) ele casou com a aisha ela tinha 40 anos.

so pra esclarecer esse texto, e nem ele e nem ninguem sabe sobre o profeta mohamed especialmente quem nao sao muçulmanos.

peço desculpas por falar isso, mais isso nao e verdade.

Ali Ayoub
muçulmano
Cuiabá MT

Lilly disse...

Olá Grande Vereza,

No início desse mês chegou às minhas uma revista da MCMPovos, exatamente na página 15 da 11ª edição, estavam os olhinhos estampados das pequenas noivinhas. Fiquei chocada. Resolvi que viraria um post tão logo eu voltasse plenamente às atividades.
Hoje, deliciando do seu espaço, deparo exatamente com os mesmos olhinhos, a mesma reportagem. A mesma denúncia.

Vou reblogar seu post com o devido respeito e admiração que tenho a sua pessoa.

Gostaria de saber o que a gente pode fazer diante de tanta monstruosidade humana?!

Anônimo disse...

Uma vergonha! Certas coisas são imorais pelo Direito Natura, independentemente da cultura de um povo. Parabéns Vereza!

Anônimo disse...

Se essa noticia é verdadeira ou não, eu não sei!
Mas sei que aqui mesmo no Brasil, existe coisa pior...meninas de 9, 10, 12 anos viram prostitutas para não morrerem de fome!!!! E até agora pouco se fala ou se faz!

Bya Alburquerque disse...

Estou compartilhando no meu blog e naminha página do facebook "Filhas do Silencio". Um abraço!

Anônimo disse...

Não consigo entender esse tipo de religião, ou o que alguns interpretam desse religião. É o fim de tudo!!! Não dá para entender essa gente!!! Como fala o meu pai: nem parece que esses homens tem mães!!!!

Gertrudes Tavares

Maria Filomena disse...

Caro Vereza,
já pensou na possibilidade de colocar a indicação para SEGUIDORES no lado direito ou esquerdo do seu blog???
Se tal for feito, poderemos entrar em seu blog, automaticamente, todas as vezes em que houver um post.
Eu seria uma das seguidoras, com certeza!

abraços de Maria Filomena

Anônimo disse...

O profeta Mor do Islamismo tambem era .Não se contentando com um harem , molestou, se não me engano, a sobrinha adolescente.
Hamas segue o exemplo.