Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

quarta-feira, 30 de abril de 2014

ESCLARECENDO!

Nas eleições de 2010 postei um texto intitulado Noite de Cristais, onde fazia ilações com o que ocorreu na Alemanha em 1938, com as eleições presidenciais no Brasil.

Tais ilações, respeitando as diferenças históricas, surgira, dado às declarações de Lula, (sic) " de que este ano vai pegar fogo!", mais o evidente projeto do PT de permanência indefinida no poder.

Para minha surpresa "colaboradores" não solicitados, adaptaram meu texto para as eleições de 2014, acrescentando todo um parágrafo final, onde eu dirigiria pesadas ofensas à Dilma Roussef.

Minha aversão ao PT é notória. Em várias entrevistas sempre deixei bem claro o perigo que representa para o país, este agrupamento, travestido de partido politico. Mas jamais empreguei termos chulos como os que me foram atribuídos na "adaptação" de meu texto. Minha luta se processa no terreno das ideias e jamais autorizei, quem quer que seja, para denegrir com baixarias, adversários políticos.

Carlos Vereza.



terça-feira, 8 de abril de 2014

DESESPERANÇA!

Pobre Petrobras...Quantas lutas, quantas esperanças, desde Monteiro Lobato que amargou ser preso porque afirmava que o Brasil tinha reservas imensas de petróleo.

Passeatas da antiga e verdadeira UNE, não esta de agora, proclamando que o precioso óleo era nosso.
Mal sabíamos que uma quadrilha insana travestida de partido politico, destruiria o que poderia ser, juntamente com o Nióbio, a definitiva redenção de nosso país.

Pasadena, Abreu e Lima...O vergonhoso aparelhamento da empresa por vorazes meliantes.

Propinas comprando precárias consciências. Bolsas- anestésicas num gigantesco e covarde genocídio da cidadania.

Quantas gerações serão necessárias para reconstruir o país? A voracidade petista é sem paralelo em nossa história.

A transposição inacabada do Rio São Francisco, com o leito do rio já ocupado pelo mato, com as laterais despencando, com custos estratosféricos...Para que? Por que?

Realmente, nunca na história deste país...

Carlos Vereza.