Carlos Vereza

Loading...

MENU

Navegue pelas veredas do Vereza clicando nas opções abaixo:

quarta-feira, 28 de abril de 2010

Fatos e versões!

A dama de ferro, mente como seu "mentor". Agora, seus marqueteiros, colocam a foto da minha digna colega, Norma Benguell, em uma passeata, como se fosse a falsificadora de curriculum, "protestando". E, é esta, a candidata a governar o país! Mas nada disso,causa o menor abalo, nas "convicções" dos estimados petistas! Marx,no livro,18 Brumário,nos mostra como o pensamento dialético, revela-nos a maneira pela qual, se dá a produção da história,como dialética do real. Os estimados petistas, já leram este livro? Em outras palavras,somente através, da observação da realidade, ou seja, cotejando os fatos,como tese-antitese= sintese, é que podemos chegar próximo, do que poderia ser a verdade, e não a versão! Está muito "intelectual?" Vou tentar simplificar: qual o cargo, além de ministra da casa civil,"substituindo" José Dirceu, que fora "expurgado" como chefe da quadrilha do mensalão,repito: dona Dilma, foi administradora, vereadora, deputada,senadora, ou pelo menos, síndica de algum condominio? Esta é a tese demonstrada. Comparem, sem fanatismos, com a tragetória de José Serra: presidente da UNE; mestrado em economia no Chile;em 1967,tornou-se doutor em economia, pela Cornell University, nos EUA;foi professor da Universidade do Chile, durante o exilio;secretário de economia e planejamento, no governo de Franco Montoro; em 1986, elegeu-se deputado federal pelo PMDB; em 1994, elegeu-se senador, pelo PSDB; Ministro da saúde, no governo Fernando Henrique Cardoso; prefeito de São Paulo e hoje, governador do mesmo estado, e candidato à presidência da republica! Importante frizar, que, em tempo algum, teve sua imagem maculada, por denuncias de corrupção, ou de utilizar o dinheiro público, sem a devida prestação de contas. Façam suas escolhas!

domingo, 25 de abril de 2010

UM HOMEM DIGNO

Zergui disse... Na década de 70 eu sindicalizei-me na classe metalúrgica, aqui em Novo Hamburgo. Devorava os folhetos disponibilizados e rebelava-me contra os alvos das “denúncias” escritas, sempre atacando a classe empresarial. Cheguei a ser rotulado como “agitador” dentro de algumas empresas. Em uma delas, fui o primeiro funcionário (com mais ou menos 400 empregados) a entrar com ação na Justiça Trabalhista. Vencemos a causa e, tempos depois, a firma iniciou o pagamento de adicional de insalubridade a todos. Mais tarde, em uma multinacional de Canoas, conheci os grandes líderes Paulo Paim (na época Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos) e Miguel Rosseto (antigo colaborador na esfera federal). Eu admirava, e via tal sensação estampada no rosto das dezenas, centenas de colegas de serviço, a capacidade que tinham de dominar o uso das palavras. Mostravam serem oradores natos, o que eu, particularmente, não tenho a menor capacidade. Antes disso, houve uma congruência em nossa formação escolar; ele como Técnico em Mecânica e eu como Eletrotécnico, ambos na Fundação Liberato. Mais tarde, reencontrei Rosseto no Senai em Porto Alegre, quando participamos, por três meses, de Curso de Operador de Processo Industrial. Fomos selecionados entre 310 candidatos; ele ficou em 5º lugar e eu em 28º, em processo para admissão de 30 vagas em empresa do III Pólo Petroquímico, onde trabalhamos juntos por um tempo. Como eu era dos mais velhos (em idade) da turma de operadores, tinha conhecimento quase pleno de leis trabalhistas (era responsável pelo setor de departamento de pessoal em empresa calçadista com mais de 300 funcionários), logo me sobressaí nas “reivindicações”. Resultado: fui afastado. Quanto ao colega Rosseto, logo em seguida, assumiu a presidência do Sindipolo. Quando surgiu a candidatura de Lula à presidência, após o cargo legislativo, eu fui ferrenho militante e significativo “colaborador financeiro” dele aqui da cidade. O tempo passou. Novos fatos e conhecimentos foram sendo assimilados. Houve o episódio da agressão que sofri, em 91, por membros do MST (http://zerguipfleger.blogspot.com/2010/04/o-que-e-esse-tal-de-mst.html). Ocorreu outro sério revés, envolvendo integrantes do PT, quando eu era Presidente do Conselho Comunitário da Escola Cenecista aqui de Novo Hamburgo, no mesmo ano. Foi a gota d’água. Afastei-me do Partido. (segue...) 25 de abril de 2010 08:48 Zergui disse... (...continuação) Acabei retornando ao final de 99, quando solicitei ajuda aos antigos “companheiros” em episódio profissional. Uma pretensa universidade estaria se instalando na cidade, só que os objetivos eram os de “surrupiar algo em torno de U$ 15 milhões de organismos internacionais”. Como esse educandário fictício precisava comprovar capital de U$ 5 milhões, eles investiram na reforma no prédio de uma antiga e tradicional fábrica de componentes para calçados da cidade. Em levantamento superficial, houve o golpe de aproximadamente R$ 1 milhão, aos diversos fornecedores. Eu perdi um pouco mais de R$ 3 mil. Como os empregados da construção civil, mais de 200, não recebiam os salários a mais de três meses (só ganhavam cestas básicas que também não eram pagas aos comerciantes), ouve tumulto. De imediato, surgiu a tropa de choque da BM, sob o comando de um coronel (que eu descobri ser o chefe da segurança da “universidade”), e rechaçou os manifestos. Como o governador na época era o Sr. Olívio, do PT, foi a eles que pedi ajuda. Logo em seguida, denunciei o fato ao Ministério Público, que exigiu abertura de inquérito policial por fraude e acionou a DRT. A “cúpula da universidade” desapareceu. Foi então que, diante dessa aproximação com os antigos “companheiros” do PT, para o qual eu sempre oferecia generosas doações, fui convidado a integrar o diretório municipal e, logo em seguida, indicado a ser candidato a vereador, no ano de 2000. Já relatei alguns fatos, dentre muitos, que me frustraram ao conhecer os bastidores do PT (http://zerguipfleger.blogspot.com/2010/02/os-embates-em-estancia-velha.html)., e que provocaram o meu afastamento espontâneo. Mas foi quando assumi a Coordenação da Comissão de Ética da APM da Fundação Liberato e, logo em seguida, quando descobri alguns fatos envolvendo integrantes do Partido com os recursos financeiros da APM (tenho toda a documentação guardada ainda hoje), a decisão foi definitiva; solicitei a desfiliação, que foi sendo protelada pela Executiva. Desfiliei-me, pois, via Cartório Eleitoral. Pela segunda vez eu relato, e um de meus seguidores sabe disso, que essa foi a única vez que me acovardei em tomar uma atitude. Eu estava na frente da porta da Procuradoria de Fundações do Ministério Público em Porto Alegre, com a documentação em mãos, e voltei, porque sabia que eu provocaria seriíssimas represálias à minha filha, que lá estudava. Assim como aconteceu na Escola Cenecista, quando “simpatizantes” de um certo professor petista que eu demiti, colocaram a cabeça de meu filho, que lá estudava, dentro do vaso sanitário (http://zerguipfleger.blogspot.com/2010/02/os-efeitos-do-bullying.html). Abandonei a APM, abandonei o partido e me enclausurei, cuidando da minha vida e de minha família. Mas nunca deixei de acompanhar o que acontece ao País que eu amo. Eu poderia conquistar cidadania alemã, tenho parentes lá. Sair daqui. Mas eu vou me somar aos que lutam para desmascarar o que esta gente está fazendo ao Brasil. Basta de massacre! Basta de mentiras! Basta de roubalheira! Basta de corrupção! BRASIL, AME-O OU DEIXE-O. 25 de abril de 2010 08:50

Um homem digno!

Recebi um comentário de um ex-petista, que justifica todos os textos que tenho postado: corajoso, lúcido, exemplar. Seu nome,Zeguir. Seu depoimento, é definitivo,e, desde já, coloco meu blog a sua disposição. Insuspeito, vindo de um homem que acreditou em um ideal, mas não compactuou com as deformações,traições, por ele testemunhadas! Disponha, amigo, deste despretencioso espaço. Um abraço. Carlos Vereza.

LER,DÁ AZIA!

Petistas,vou lhes demonstrar na prática, o que é democracia. Meu blog, por exemplo: Espero,inutílmente, um intelectual do PT, que discuta comigo, em termos elevados. Os "comentários" dos anestesiados lulistas, são, invariávelmente, ofensivos,raivosos,histéricos. Nem por isso, eu os apago. Entenderam? Claro que não! Chama-se a esta postura, um comportamento democrático. Vocês fariam o mesmo? Duvido! Com certeza, seguiriam a linha Chaves,ou melhor: a do tresloucado ditador do Irã, amigos diletos do Grande Timoneiro. O que me impressiona em vocês, é a absoluta falta de raciocinio. Serão vocês, Vasco ou Flamengo? Citei um livro- "A Fenomenologia do Espirito",de Hegel, e a influência exercida pelo filósofo, nos jovens, Marx e Engels. Até agora, zero de comentários! Mas, eu comprendo vocês: se o vosso "lider",afirma, com todas as letras (sem trocadilhos.) que ler (sic) "dá azia", como esperar, que seus seguidores,possam debater comigo,temas, como materialismo histórico, mais-valia,o fracasso do marxismo em todos os lugares onde sua aplicação foi colocada em prática,etc... Quando, por exemplo, vocês tomarão conhecimento, de um livro de Albert Camus,intitulado,"O homem revoltado",onde, o brilhante escritor,revela seu desencanto com a antiga União Soviética?, ele, que era de esquerda(a verdadeira, e não este simulacro, na qual vocês acreditam...) No texto, 2010: cristais quebrados,que já começa a dar seus primeiros sintomas, com a "greve" dos "professores", atirando pedras na policia, com o "abril vermelho",executado com precisão digna dos S.As,pelo MST, financiado,"coincidentemente", pelo governo federal,em breve, os "Mercadantes",começarão a divulgar dossiês falsos, a "nova" UNE,fará passeatas de "protesto",enfim,o velho filme já visto, quando da campanha eleitoral de Geraldo Alkimim! Mas continuo esperando, por um sinal de que há vida inteligente, em vossas hostes!

sexta-feira, 23 de abril de 2010

"Que tristes são as coisas,consideradas sem ênfase

Do comunismo, ficaram, como reliquias, o Manifesto de Marx e Engels, milhões de cadáveres na conta de Béria e Stalin; ficou a minha juventude,minha náusea,quando a antiga União Soviética, invadiu a Hungria,restou uma coragem inesperada, de admitir, que, entre o Manifesto e sua prática, havia a utopia de Marx e Engels, dois jovens honestos e, que influenciados, pela dialética idealista de Hegel, sonharam,repito,honestamente, em transformar a sociedade. É dificil, eu sei, admitir que o bom combate, em verdade,era a edificação de inúmeras ditaduras, que, em nome do proletariado,suprimiam a liberdade, em todas as suas formas. Drummond, lúcido, lamentava, poéticamente: "Perdi o bonde e a esperança." E o que vemos agora? Um "sonho", sucateado por psicopatas, deserdados pela marcha da história,tentando reerguer mortos sem sepultura, batendo de frente com um processo, irreversivel, de mudanças que apontam para a pluraridade de opinião, para o aperfeiçoamento do único regime possivel,o democrático. Demagogos, populistas, corruptos, associam-se à fanáticos dispostos a explodir o planeta,obsediados, convictos que encontrarão as 11 mil virgens no paraiso! Palanqueiros latino-americanos, inventam uma "geopolitica patética", exploram a passividade de um povo sem história, apático, vítima eterna dos pais dos povos... E o que esperar do nosso pobre país, assaltado pelos mais vorazes bucaneiros?,com a Dama de Ferro, com seus olhos de aço, o sorriso falso e ameaçador, marionete do maior farsante de toda a história politica brasileira? E que faço eu,depois de 10 horas de gravação,às 4 da madrugada, insone,com os meus inuteis desabafos? Ainda, mais uma vez, recorro à Drummond: " As coisas. Que tristes são as coisas consideradas sem ênfase...Mas eu não sou as coisas e me revolto."

terça-feira, 20 de abril de 2010

Texto de Delma Godoy

Sinto-me honrado em ceder o espaço principal do meu blog, para o oportuno texto de Delma Godoy,que denuncía mais um crime cometido contra o povo brasileiro. CARLOS VEREZA

Genocídio

Por Delma Godoy Hoje, no dia Nacional do Indio e durante a semana do Indío, o nosso governo simplesmente fará um "leilão" amanhã para a construção da hidroelétrica em Monte Belo, cuja obra estava sendo vetada há 30 anos por outros governantes. Não seremos afetados por esta obra, pelo menos nesta geração. Mas após os 10 anos da construção, quem dará a resposta solicitada pelas futuras gerações, à respeito da dizimação das 15 tribos que habitam a região, da flora, da fauna e com certeza, do agravamento do aquecimento global. O Brazil é gigantesco! Há outras regiões para construírem esta hidroelétrica, que realmente beneficiariam populações mais necessitadas. Se após 37 anos, a mega hidroelétrica de Itaipu, está secando, é só fazer as contas de quanto tempo levará para secar a Amazonia... Inclusive, quando os 500 mil hectares forem inundados, outras terras ficarão à vista! A vista do petróleo, das plantações irregulares de cana-de-açucar (pró-alcool), das criações bovinas, etc... Assistam estes vídeos e tirem suas conclusões, e se possível, repassem! http://www.youtube.com/watch?v=ZmOozYXozb8 http://www.youtube.com/watch?v=AUCCdCWzTfE http://www.youtube.com/watch?v=KJvTriSFOss Abraços nos corações. mentes e alma! 19 de abril de 2010 11:07 19 de abril Dia do índio nasceu em 1940 no Congresso Interamericano Da Redação Em São Paulo Segundo fontes oficiais, o Brasil tem hoje 206 etnias 19 de abril de 1940 foi a data em que os delegados indígenas se reuniram pela 1ª vez em assembléia no Congresso Interamericano. Todos os países da América foram convidados a participar dessa celebração. Reunida em Patzcuaro (México), a assembléia aprovou, entre outras propostas, o estabelecimento do Dia do Índio pelos governos dos países americanos. Este dia seria dedicado ao estudo do problema do índio atual pelas diversas instituições de ensino. Segundo fontes oficiais, o Brasil tem hoje cerca de 560 terras indígenas e aproximadamente 460 mil índios. São 206 povos (ou etnias), concentrados, em sua maioria - 70% do total -, numa parcela da Amazônia Legal que engloba seis Estados: Amazonas, Acre, Roraima, Rondônia, Mato Grosso e Pará. Além disso, a Funai (Fundação Nacional do Índio) também registra a existência de 40 povos isolados na Amazônia Ocidental. Em densidade populacional, os seis maiores povos indígenas do Brasil são Guarani (30 mil), Ticuna (23 mil), Kaingang (20 mil), Macuxi (15 mil), Guajajara (10 mil), Yanomami (9.975). Índice de desenvolvimento Um estudo inédito do economista Marcelo Paixão, coordenador do Observatório Afro-Brasileiro, mostra que a população indígena brasileira apresenta um IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) próximo ao da Bolívia. O IDH é um indicador da ONU que aponta o padrão de desenvolvimento humano em cada país. Ele é calculado a partir de indicadores de escolaridade, renda e expectativa de vida. O valor encontrado varia de zero, o pior desenvolvimento humano possível, a um, o melhor. Um índice acima de 0,800 é considerado de alto desenvolvimento humano. Para o Brasil, o índice fica em 0,790, o que coloca o país na 62ª posição do ranking de 177 países divulgado em 2004. Os índios têm IDH de 0,683, próximo da Bolívia (114º no ranking). Outros dados da tese mostram que não é apenas no desenvolvimento humano que os indígenas têm os piores índices. A taxa de mortalidade por desnutrição na população indígena adulta é de 11,2 por 100 mil habitantes, contra a média de 4,3 da população brasileira. A proporção de indigentes também é maior: 45% da população, contra 23% da média do país. Origem Os povos indígenas que hoje vivem na América do Sul são originários de povos caçadores vindos da América do Norte através do istmo do Panamá. Há milhares de anos -não há consenso entre os arqueólogos sobre a antigüidade da ocupação humana na América do Sul-, os povos indígenas ocuparam virtualmente toda a extensão do continente. De lá para cá essas populações desenvolveram diferentes modos de uso e manejo dos recursos naturais e formas de organização social distintas entre si. Tradicionalmente, as sociedades indígenas não se fixavam a um mesmo território por muito tempo. As aldeias indígenas eram organizadas, levando-se em consideração a quantidade, a qualidade e a distribuição espacial dos recursos indispensáveis ao desenvolvimento de suas comunidades. 19 de abril de 2010 11:53 No Brasil, desde o século 16, existem instrumentos legais que definem e propõem uma política para os índios, fundamentados na discussão da legitimidade do direito dos índios ao domínio e soberania de suas terras. Esse direito - ou não - dos índios ao território que habitam está registrado em diferentes legislações portuguesas, envolvendo Cartas Régias, Alvarás, Regimentos etc. Política indigenista Até 1988, a política indigenista brasileira estava centrada nas atividades voltadas à incorporação dos índios à comunhão nacional, princípio indigenista presente nas Constituições de 1934, 1946, 1967 e 1969. A Constituição de 1988 suprimiu essa diretriz, reconhecendo aos índios sua organização social, costumes, línguas, crenças e tradições e os direitos originários sobre as terras que tradicionalmente ocupam. Os índios também ampliaram sua cidadania, já são partes legítimas para ingressar em juízo em defesa de seus direitos e interesses. Assim, o principal objetivo da política indigenista hoje é a preservação das culturas indígenas, através da garantia de suas terras, e o desenvolvimento de atividades educacionais e sanitárias. Entretanto, a insuficiência de recursos oficiais, a integração cada vez mais comum do índio às sociedades urbanas e os conflitos raciais e sociais dos povos brasileiros têm colocado em risco a concretização das propostas políticas e direitos indígenas garantidos por Constituição. Fonte: Museu do Índio / Funai e Folha de S.Paulo 19 de abril de 2010 11:54

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Adulteração!!!

Queridos seguidores, desculpem a reiteração. Graças à vocês,transformou-se em uma corrente,o texto-2010-cristais quebrados. Infelizmente,nem todos entendem o significado maior da internet,que a meu ver,deveria ser um forum de debates,se possivel,baseado em fatos,lealmente comprovados.Ocorre,que um "colaborador" indesejado,acrescentou alguns parágrafos no citado texto,de maneira grosseira e vulgar. Decididamente,não é o meu,digamos,"estilo." O original,encontra-se em meu blog. Grato. Um abraço do Carlos Vereza

Equação Sinistra!

Volto à equação: O Irã,possue foguetes de médio e longo alcance. O Brasil exporta uranio enriquecido para o psicopata do Ahmadinejad.Este,por sua vez,fornece armas para o Hamas,e,juntos,pretendem varrer Israel do mapa. Lula,é contra quqlquer tipo de sanção ao Irã,que mantém livre trânsito com o ditador Hugo Chaves,que tem ligações mais que amistosas com as FARCS. Lula,apoia a Coréia do Norte,e,é,fraterno amigo da ditadura dos irmãos Castros. CORTE Lula,pratíca um obsoleto antiamericanismo,exatamente com o nosso maior parceiro comercial,ao mesmo tempo em que a maioria dos paises desenvolvidos,fazem um acordo para reduzir suas armas nucleares. CORTE Lula,com o ego totalmente fora de controle,pretende ser o mediador do conflito no Oriente Médio,logo ele,que em mais um gesto do Itamaraty do B,recusou-se a colocar flores no túmulo de um dos fundadores de Israel,prontificando-se,em seguida,a fazê-lo no de Arafat... CORTE A figura, ainda reivindica,um assento no Conselho da Onu,sem perceber,que está completamente ridicularizado,internacionalmente. Barac Obama,sequer,o convidou,para participar,da importante reunião de diminuição das armas nucleares.A figura,já está identificada,como capanga,das piores ditaduras do planeta.Apareceu por lá,em mais um jogada de puro marketing,sem poder de voto ou de veto. Resumo: a patética figura,não tem um projeto de politica externa,bem, como,inexiste em seu,digamos,governo,algo que signifique,a construção de uma nação,que vize,realmente,a valorização da cidadania,a autoestima,e edificação de um Brasil,que seja verdadeiramente,de todos os brasileiros,e,não apenas, a criação de benesses para uma, mais que nutrida, burguesia sindical..

terça-feira, 13 de abril de 2010

ORAÇÃO A MIM MESMO

Deus...Não consintas que eu seja o carrasco que sangra as ovelhas,nem uma ovelha na mão dos algozes. Ajude-me a dizer sempre a verdade na presença dos fortes e jamais dizer mentiras para ganhar os aplausos dos fracos. Meu Deus... Se me deres a fortuna,não me tires a sensatez. Se me for dado prosperar,não permita que eu perca a modéstia,conservando apenas o sentimento da dignidade. Ajuda-me a apreciar o outro lado das coisas,para não enxergar a traição dos adversários,nem acusá-los com maior severidade do que a mim mesmo. Não me deixes ser atingido pela ilusão da glória quando bem sucedido e nem desesperado quando sentir insucesso. Lembra-me que a experiência de um fracasso poderá poderá proporcionar um progresso maior. Ó Deus!Faze-me sentir que o perdão é o maior índice de força e que a vingança é a prova da fraqueza. Se me tirares a fortuna,deixe-me a esperança. Se faltar a beleza da saúde,conforta-me com a graça da fé. E quando me ferir a ingratidão,a incomprensão dos meus semelhantes,cria em minha alma a força de desculpa e perdão. Ajuda-me na tua maior linguagem:o silêncio que tudo fala. Ensina-me a responder com ele,sempre que for preciso. E finalmente,Senhor,se eu te esquecer,na minha imperfeição,no meu processo evolutivo,te rogo,mesmo assim: NUNCA TE ESQUEÇAS DE MIM! (Autor desconhecido)

Apelo!!!

Faço um apelo aos meus queridos seguidores: divulguem,por favor,o máximo possivel,meu texto-2010:cristais quebrados. Nesta postagem,alerto para o que,o PT e Lula,podem fazer para impedir a vitória de um candidato que não seja da quadrilha! As pedras atiradas pelos "professores"em São Paulo, contra a policia,são apenas o prólogo,do terrorismo,triste repetição do que fizeram,à epoca,em que Geraldo Alkmim, postulava,eleitoralmente,a presidência da republica. O MST,já prometeu,que fará invasões e ataques à cidade de São Paulo Confiram! Grato. Abraços.Carlos Vereza.

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Lula: O transformista!

Estimados petistas,vamos falar hoje de dialética. É simples: tese + antítese= síntese. Exemplo: Lula,durante quase trinta anos,foi o "proprietário" da ética e da moralidade. Eternamente no palanque,era contra tudo: contra o colégio eleitoral,que,através de Trancedo Neves,seria uma forma de passarmos gradualmente,da ditadura militar,para um regime democrático;foi contra a constituinte,que,avançava dentro do possível,para um sistema de maiores liberdades;foi contra,mais tarde,à moeda do real,que permanece até hoje;contra a lei de responsabilidade fiscal,cuja finalidade maior,é de manter sob controle,os gastos públicos . Sarney,Collor,Jader Barbalho,Edson Lobão e tantos outros,eram ladrões,pulhas e outros adjetivos não publicáveis. Esta é a tese. Vejamos agora,a antitese: Cansado de perder eleições com suas bravatas "revolucionárias",o palanqueiro partiu para o estelionato eleitoral. Com o "caixa dois" robustecido por "doações" oriundas das mais diversas fontes,como por exemplo,as Farcs,Cuba,Kadafi,propinas dos bingos,coleta de lixo,empresas de ônibus,e outras menos votadas,sob a orientação dos "teóricos"do partido,lançou A Carta ao Povo Brasileiro,comprometendo-se a manter a politica econômica elaborada por Fernando Henrique Cardoso. Não ficou só nisto: remodelou a fachada,dentes e ternos feitos sob medida,doses cavalares de botox, e eis o "novo" Lula,traindo um discurso,repito,de quase trinta anos. Finalmente,a sintese: E deparamos com o "novo" Lula,aliado à quem? Sarney,Jader Barbalho,Collor de Melo,Edson Lobão,e toda a máfia do PMDB... O se segue,já é "estória." Mensalão,cartão corporativo,a ascenção meteórica rumo à fortuna, de lulinha,e para fazer média com a "esquerda",a mediocre politica externa, de apoio às piores ditaduras do planeta,tais como: Venezuela,Irã,Bolivia,Coréia do Norte,China e afins. Pergunto aos estimados petistas: vocês não analisam a trajetória da figura? Estarão vocês,hipnotizados? Fanáticos "torcedores" de futebol? Estudem!Comparem!Tirem suas conclusões! Não se trata de optar por "direita ou "esquerda",mas de salvar e preservar a nossa,ainda,tenra e frágil democracia.

terça-feira, 6 de abril de 2010

Adeus às viúvas das tolas utopias...

O comunismo acabou. A queda do muro de Berlim, simbolizou o fracasso de um ideal puro formulado por Marx, mas que na prática gerou inúmeras ditaduras e incontáveis vítimas. Os que ainda propõem este sistema, não perceberam que o ser humano nasceu para liberdade com todas os benefícios que ela contém. O avanço dos meios de comunicação ampliou a informação à todas camadas sociais, a tal ponto que biologicamente não temos como administrar tamanho volume. Assim,não há desculpas que justifiquem o desconhecimento dos resquícios arbitrários que insinuam-se por toda a Améria Latina. Tendo o governo brasileiro, ido contra às sanções da comunidade internacional ao Irã, que,progressivamente ( não duvidem)fabrica sua bomba atômica, possuindo o Brasil urânio enriquecido, fundamental para o fatal artefato,e ainda, o ditador Ahmadinejad, fornecendo armas para os terroristas do Hamas fica no ar o desafio: fechem a equação!